Os impactos dos selos ambientais no universo de escritórios

predio

Os selos ambientais são importantes para a sustentabilidade do negócio.

 

Por Julia Ramos Polli e Julia Botelho da matchpoint real estate

Conforme a degradação ambiental começou a tomar dimensões notáveis nos últimos anos, as ações de diversas cúpulas e assembleias da ONU, junto a outros encontros e agendas, resultaram em grandes avanços. Estes passam pela estruturação de políticas, legislações e certificações existentes no Brasil e no mundo. O objetivo é a proteção do meio ambiente e o incentivo ao desenvolvimento sustentável.

No setor imobiliário, as certificações ambientais atuam em conjunto com normas e leis para promover e fomentar práticas de construções sustentáveis. Essas certificações buscam reduzir o impacto ambiental dos edifícios e suas respectivas vizinhanças por meio da mensuração de características sustentáveis implementadas.

O LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), que pode ser traduzido como Liderança em Energia e Design Ambiental, é o selo ecológico com maior reconhecimento a nível internacional. É também o mais presente no estoque de edifícios corporativos das grandes cidades brasileiras.

Outras certificações estão ganhando cada vez mais destaque no mercado, como a certificação ambiental WELL (concedida em três níveis: Prata, Ouro e Platina). Esta é focada na saúde e bem-estar dos usuários. E há ainda a certificação Living Building Challenge, que certifica os edifícios após contabilizar o impacto positivo de suas iniciativas no ambiente onde foram construídos.

certificação-LEED

As certificações mais antigas, como os selos LEED, pontuavam edifícios e bairros por reduzir o consumo energético. A nova geração de certificações ambientais, no entanto, está sendo moldada para dar créditos aos edifícios que geram energia excedente ao próprio consumo.

A tendência em incentivar o impacto positivo, em detrimento de apenas reduzir o impacto negativo, está se consolidando e as certificações mais utilizadas pelo mercado imobiliário nacional e internacional estão incorporando este conceito em suas novas versões.

Leia Também sobre outros temas:
– Condomínio equipado: qual o diferencial?
– Como a aceleração digital está ressignificando o workplace
– A geração de energia e a legislação trabalhista

Impactos positivos

As consequências positivas da implementação dos selos ambientais são muitas, e abaixo seguem as principais delas nos empreendimentos corporativos. De maneira geral, elas permeiam vantagens no âmbito ambiental, claro, além de:

  • Econômicos > refletem diretamente no valor condominial.
  • Imobiliários > contribuem para baixas taxas de vacância nos edifícios que possuem a certificação.
  • Sociais > impacto positivo para a comunidade relacionada ao edifício (usuários e trabalhadores)

Entretanto, para que os objetivos sejam atingidos de maneira eficiente é preciso a devida atenção nos fatores:

  • Custo: a equação entre investimento e retorno dentro do viés sustentável não é exata e precisa ser considerada a curto, médio e longo prazo.
  • Manutenção: diretamente ligada ao item anterior, uma vez que exige a previsão e direcionamento de recursos ao longo de todo o período de operação do edifício, para que as medidas implementadas não caiam no desuso.

Vale a pena?

As certificações ambientais permitem que incorporadores e proprietários de ativos imobiliários definam com clareza estratégias sustentáveis, de acordo com uma visão comum, o desenvolvimento sustentável. As metodologias que utilizam têm um custo, mas por outro lado, além de todos os benefícios citados, têm também um alcance internacional e conferem grande visibilidade e valorização aos seus adeptos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + dez =