Resumo da Semana: notícias do mercado imobiliário corporativo #54

Apresentamos abaixo as notícias mais recentes do mercado imobiliário corporativo, de 26/11 a 02/12, além de artigos e conteúdos com temas relacionados.

Escritórios de alto padrão voltam a receber pessoas e animam setor de locação

26/11 – Folha de S.Paulo

A volta ao trabalho presencial ganhou fôlego nos últimos meses com o avanço da vacinação contra a Covid-19 e alimenta a expectativa do setor de locação de escritórios de São Paulo para uma recuperação.

Fachada de prédios comerciais na avenida Paulista, região que teve alta na vacância durante a pandemia – Adriano Vizoni/Folhapress

A taxa de vacância de escritórios de alto padrão na cidade fechou o terceiro trimestre em 25,9%, aumento de 1 ponto percentual em relação ao segundo trimestre e de 6,5 pontos percentuais na comparação com um ano atrás, indica pesquisa feita pela consultoria imobiliária JLL.

Apesar da vacância elevada na média da cidade, há regiões que passam por um momento diferente. É o caso do Itaim Bibi e dos Jardins, bairros da zona oeste paulistana onde a vacância está em 0% e 1%.

Já a Faria Lima é buscada principalmente por negócios de tecnologia, advocacia e mercado financeiro, que têm caixa mais robusto no momento e conseguem manter o escritório locado mesmo com as equipes em casa.

“Essas empresas sabem que se devolverem andar na Faria Lima e quiserem voltar daqui a 6 ou 12 meses, pode ser que não encontrem disponível, então vão segurar, porque a longo prazo o escritório vai ser importante”, afirma Fernando Didziakas, sócio-diretor da consultoria Buildings.

A cerca de cinco quilômetros à frente, a avenida Paulista foi outra região bastante atingida pela onda de devoluções. Se considerados os escritórios além do alto padrão, a região perdeu por volta de 190 mil m² de área desde o ano passado, segundo Didziakas.

Ele aponta que a previsão de entrega de novas lajes corporativas na cidade em 2022 e 2023 está reduzida, em comparação com o estoque adicionado em 2020 e neste ano.

A perspectiva é que cerca de 300 mil m² sejam adicionados, enquanto 480 mil m² de novos escritórios de alto padrão chegaram ao mercado paulistano desde 2020, o que deve facilitar a redução da vacância nos escritórios.

Em 2019, a cidade absorveu cerca de 290 mil m² novos de área corporativa, mas seria muito otimismo esperar o mesmo para 2022. De acordo com diretor Buildings.

“Tem sinais positivos, mas não estaremos em velocidade de cruzeiro, levando em conta que vai ter eleição presidencial e que o cenário econômico está mais preocupante”.

Loggi inaugura novo megagalpão de R$ 150 milhões de reais para acelerar entregas

25/11 – Estadão

Depois de receber um dos maiores cheques do ano entre startups nacionais (US$ 212 milhões de dólares, em fevereiro), a Loggi anunciou na semana passada, um novo galpão de entregas que promete agilizar suas operações.

Megagalpão da Loggi em Cajamar tem capacidade para processar 1 milhão de pacotes por dia

Localizado em Cajamar, em São Paulo, o centro é fruto de um investimento de R$ 150 milhões de reais e terá capacidade de processar 1 milhão de pacotes por dia até 2023 – atualmente, ele é capaz de processar a metade disso.

Com o novo centro, a expectativa da startup é reduzir em até cinco horas o tempo de entrega na capital paulista – a ideia é que as encomendas na cidade sejam feitas em menos de 24 horas.

Acompanhando a onda de inaugurações recentes feitas por gigantes do varejo, como Amazon e Mercado Livre, a Loggi mira na automação do processo para ter vantagem diante da concorrência.

O centro aposta em software e maquinário inteligente, reduzindo a participação humana.

De acordo com Grégoire Balasko, diretor de operações da Loggi.

“Esse centro foi resultado de muitos anos de pesquisa e de aprendizado de como processar pacotes com mais produtividade, eficiência e melhorando qualidade”.

O entreposto é do tipo cross-docking, no qual não há estocagem de itens, algo comum nos centros de distribuição tradicionais. Neles, os produtos ficam parados nas prateleiras para pronta-entrega.

No caso da Loggi, os pacotes são reorganizados assim que chegam no local e enviados para os caminhões da startup, que farão o trajeto de entrega.

Bradesco reduz aluguel com fechamento de sedes administrativas

28/11 – Folha de S.Paulo

No movimento de reestruturação do modelo de trabalho das sedes administrativas do Bradesco, desde 2020, oito prédios em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Belo Horizonte foram devolvidos.


Banco Bradesco – Paulo Whitaker – 2.out.2018/Reuters

O ganho anual de eficiência com pagamento de aluguéis e gastos de custeio é estimado em mais de R$ 100 milhões de reais.

Segundo o banco, os funcionários foram realocados para novas unidades, que estão sendo atualizadas para o regime híbrido de trabalho e novos modelos com mesas sem posição fixa.

Neste ano, o Bradesco anunciou a intenção de reduzir até 400 agências na comparação com 2020. A medida está alinhada ao plano de reestruturar as despesas do banco e acompanha a digitalização do sistema financeiro.

Caso o corte seja feito, o Bradesco terá fechado quase 1.500 agências desde o início da pandemia.

Shopee constrói seu 1º centro de distribuição no Brasil e acirra corrida logística do e-commerce

26/11 – O Globo

A Shopee está construindo seu primeiro centro de distribuição no Brasil, em uma sinalização de que a gigante asiática do e-commerce quer turbinar sua logística para competir com o Mercado Livre, Amazon, Magalu & afins.

Banco free

O galpão está sendo construído em Barueri, São Paulo, município que fica a meia hora da capital paulista e que também recebeu o primeiro centro de distribuição da Amazon, lá em 2014.

A estrutura está sendo erguida em rua paralela à Rodovia Presidente Castelo Branco, que leva diretamente à cidade de São Paulo. Não está claro quando o galpão deve ficar pronto.

Em entrevista, o gerente de negócios da Shopee Brasil, Felipe Feistler, disse que a companhia não tinha centro de distribuição no Brasil e que, por aqui, focava na intermediação entre vendedores e compradores, sem interferir na logística.

Mas circula há alguns meses entre vendedores da Shopee a informação de que o site estaria interessado em trazer para o Brasil sua solução de fulfillment.

Criado pela Amazon, o modelo passou a ser adotado por diversos e-commerces e permite que vendedores armazenem seus produtos diretamente no galpão do site, agilizando a logística e alavancando vendas.

É por causa desse modelo que companhias como Mercado Livre e Amazon têm sido vorazes locatárias de condomínios logísticos de alto padrão no país, levando esse nicho de mercado a um recorde histórico.

A Shoppe também está ampliando sua estrutura administrativa no Brasil. A empresa instalou escritório no Birmann 32, prédio que fica em um dos endereços mais nobres da Avenida Faria Lima, coração financeiro de São Paulo.

Agora, a companhia de Cingapura assumiu mais uma laje do edifício e passou a ocupar três andares.

IGP-M fica em 0,02% em novembro, abaixo do esperado pelo mercado

29/11 – Estadão

O Índice Geral de Preços – Mercado, o IGP-M, avançou 0,02% em novembro, após alta de 0,64% em outubro, de acordo com informação da Fundação Getulio Vargas no dia 29/11.

Banco free (Free Pik)

O resultado ficou abaixo do piso da pesquisa Projeções Broadcast, que indicava alta de 0,15% para o indicador. A mediana era de 0,30%.

A inflação acumulada em 12 meses pelo IGP-M desacelerou de 21,73% para 17,89%, também abaixo do piso da pesquisa Projeções Broadcast, de 18,04%. A mediana era de 18,24%.

Com o resultado, o IGP-M acumulado em 12 meses fica abaixo de 20% pela primeira vez desde setembro de 2020 (quando foi 17,94%). O índice acumula alta de 16,77% em 2021.

A desaceleração do IGP-M foi puxada pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo, o IPA-M, que teve deflação de 0,29% no mês, após alta de 0,53% em outubro. O índice de preços no atacado acumula inflação de 19,43% em 2021 e de 20,51% nos 12 meses encerrados em novembro.

ARTIGOS BUILDINGS

Antes de finalizar, te convido para conferir os artigos e outros conteúdos na Revista Buildings e também no nosso canal no Youtube.

Ainda sobre a 9ª edição do Buildings Exclusive, não deixe de conferir o vídeo exclusivo do evento, com os melhores momentos e alguns depoimentos de nossos clientes e convidados. Ele está disponível no nosso canal no Youtube.

E se ainda não viu nosso artigo sobre a cobertura do evento, com dados e análises, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + 1 =