Maiores ocupantes de escritórios das cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro em 2016

Maiores Ocupantes de Prédios Comerciais

Foto: Arquivo

A Buildings fez um levantamento dos maiores ocupantes de prédios comerciais das duas maiores cidades do Brasil. É possível perceber que o setor financeiro domina o topo da ocupação nas duas cidades. Ao todo, os 5 maiores ocupantes da cidade de São Paulo ocupam quase 1.250.000 m² de áreas de escritórios. No Rio de Janeiro, os 5 maiores ocupam quase 975.000 m².

São Paulo

Em São Paulo, o maior ocupante de edifícios comerciais é o Banco Itaú, que somando os 16 prédios em que se divide, ocupa 319.404 m². Os edifícios em que o Itáu está instalado são: Torre Eudoro Villela, Berrini 1511, Hassib Mofarrej – Brigadeiro Luiz Antonio, Paulista l – Bloco I, CEAB – Torre New York, Unibanco, Paulista 1100, Itaú Unibanco – Centro Administrativo, WTorre Nações Unidas – I, FLFC – Faria Lima Financial Center, Faria Lima 3500, JK Tower, The Taj Office Tower, Itaú – Lapa, Company II, Itaú, Itaú – CTO – Centro Técnico OperacionalCEIC – Blocos A, B, CD.

Temos na sequência outra empresa do setor financeiro, o Banco do Brasil, que ocupa 144.352 m² entre 24 empreendimentos. São eles: CEA – Centro Empresarial do Aço – Torre B, BrasilPrev, Líbero Badaró – 568, São Luis Gonzaga, Banco do Brasil, Sul Americano, Olavo Setúbal, Aimoré, Delta Plaza, São Luis Gonzaga, Antônio das Chagas 1657, South Point Offices, Central Park – Alto de Pinheiros, CYK – Comendador Yerchanik Kissajikian, Paulista Plaza, Torre Matarazzo, Emplanta, Nave Office Tower, Satélite, Fakiani Engenharia, Ansarah, Bozano Simonsen, CESEC, Banco do Brasil e The One – Faria Lima.

Única empresa que não pertence ao setor financeiro no Top 5, a Vivo está em terceiro lugar com 125.731 m² ocupados entre 6 edifícios: Sete de Abril, CEOS – Telefônica, WTTC – Vivo, Vivo, ECO Berrini e Vivo – SP II.

Na quarta colocação, o Banco Santander ocupa os edifícios Generali – SP, Yasuda Seguros, Condomínio Verbo Divino – Bloco IV, Banco Meridional – SP, Brazilian Financial Center, Centro Administrativo Santander – Blocos A, B, C, D e E, Torre Santander, Rodolfo Lara Campos e Cabesp, totalizando espaços em 11 prédios e 109.736 m² ocupados.

Completando o Top 5, o Bradesco ocupa 93.451 m² entre 11 prédios da cidade: Francisco Conde, Banco Bradesco – SP, Banco Mercantil de São Paulo, BDN – Bradesco – Sta. Cecília, Atlântica Boa Vista, Banco Bradesco, Alice Maria Sampaio Ferreira, WMC – Wilson Mendes Caldeira, Morumbi Square – Bloco B, Iguatemi Office Building e Bradesco – Paulista.

Rio de Janeiro

A empresa que mais ocupa espaços de escritórios na cidade do Rio de Janeiro é a Petrobrás. Dividindo suas operações em 18 prédios da cidade, a Petrobrás ocupa 393.007 m² nos edifícios: Torre Almirante, Torre Castelo, Dimension Office & Park – Ala E, Sulacap, Petrobrás – Sede, Assembleia – 77, Horta Barbosa, Rio Metropolitan, Ishibrás, Ventura Corporate Towers – Torres Leste e Oeste, Edifício Ouro Negro, Montepio, Disal, Centro Empresarial Senado – Torres A1, A2, B1 e B2.

Em segundo lugar, o BNDES ocupa 73.885 m² entre as torres Leste e Oeste do Edifício Ventura Corporate Towers. Na terceira colocação, a Caixa Econômica Federal com 66.806 m² entre os edifícios Caixa Econômica Federal e o Edifício Glória.

Em quarto lugar, o Banco do Brasil ocupa os prédios: Centro Empresarial Downtown – Bloco 22, Lowndes, Banco do Brasil – Senador Dantas, Banco do Brasil – Buenos Aires e Tribunal Regional do Trabalho – Botafogo. Somados, o Banco do Brasil ocupa 43.846 m² de espaços de escritórios.

Fechando o Top 5 do Rio, a Oi, empresa de telecomunicações, ocupa 39.759 m² entre 5 edifícios comerciais. São eles: Telemar – Beneditinos, Telemar – General Polidoro, Telemar / Oi – Princesa Isabel, Telemar – Arcos e Oi – Leblon.

Outros grandes ocupantes

Se estendermos o Top 5 das duas maiores cidades do país para o Top 20, podemos verificar outras empresas que possuem grande ocupação.

Na cidade de São Paulo, do 6º ao 20º lugar, temos: Porto Seguro (52.999 m²), Grupo Votorantim (42.176 m²), IBM Brasil (37.585 m²), Tivit (36.008 m²), Johnson & Johnson (35.786 m²), Banco Safra (35.366 m²), Odebrecht (31.306 m²), Google Brasil (28.062 m²), Nestlé (27.645 m²), Claro (27.480 m²), Citibank (26.652 m²), Novartis Biociência (25.814 m²), FGV (25.614 m²) e Ericsson do Brasil (24.788 m²).

Na cidade do Rio de Janeiro, do 6º ao 20º lugar, temos: Eletrobrás (39.083 m²), FGV (37.697 m²), TIM Brasil (36.669 m²), Banco Central (31.470 m²), L’oréal (30.393 m²), Technip Brazil (30.070 m²), Bradesco Seguros e Previdência (27.848 m²), Globo (25.848 m²), INPI – Instituto Nacional da Propriedade Industrial (23.620 m²), SulAmérica – Rio de Janeiro (20.332 m²), Itaú (15.504 m²), Ipiranga Química (14.400 m²), ONS – Operador Nacional do Sistema Elétrico (13.244 m²) e Cedae (11.070 m²).

Para visualizar mais informações privilegiadas sobre cada um dos prédios comerciais citados nessa matéria e outros, faça agora mesmo sua pesquisa no ACESSE Buildings.

 

Fonte: Buildings

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + seis =