LOG CP lança Parque Industrial de Betim: complexo deve atrair R$ 1 bilhão em empreendimentos

Foto retirada do site The Capital Advisor

 

A Log Commercial Properties, empresa especializada em aluguel de galpões e condomínios logísticos, acaba de lançar oficialmente o Parque Industrial de Betim (PIB), na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Com uma área total de mais de 6 milhões de metros quadrados, sendo 2,7 milhões de metros quadrados divididos entre 160 lotes industriais, o complexo deve atrair cerca de R$ 1 bilhão em empreendimentos.

A estimativa é do CEO da Log, Sérgio Fischer, que destaca o aporte de R$ 450 milhões aplicados pela companhia na infraestrutura completa do parque até o momento. Segundo ele, o projeto pode ajudar a impulsionar o processo de transformação da capacidade logística e produtiva da Grande Belo Horizonte e de Minas Gerais.

”Começamos a pensar o projeto há cerca de dez anos, a partir de uma provocação da própria prefeitura de Betim. Agora, entregamos um espaço com áreas de qualidade, moderno e inovador. E já com empresas âncoras em instalação e até o funcionamento, como a Vilma, a Belgo e o Mercado Livre”, detalhou.

Conforme Fisher, novos investimentos serão anunciados nos próximos meses. A vocação do complexo, segundo ele, é diversa. O PIB tem infraestrutura completa para receber três tipos de negócios: locação de galpões logísticos de alto padrão, venda de loteamentos industriais e Built To Suit (BTS), formato no qual o imóvel é construído já prevendo as necessidades da operação. Diante tamanha oportunidade, a geração de emprego poderá chegar a 10 mil vagas diretas.

O presidente da Invest Minas (Agência de Promoção de Investimentos do Estado), João Paulo Braga, ressaltou a infraestrutura como diferencial do PIB e reforçou a importância deste tipo de empreendimento para o desenvolvimento do Estado.

“O nosso trabalho de atração de empresas tem como diferencial a oferta da infraestrutura, conferindo maior previsibilidade aos projetos. E é exatamente isso que vemos no Parque Industrial de Betim”, disse.

Já o prefeito de Betim, Vittorio Medioli (sem partido) destacou que o empreendimento dará outra dimensão à cidade, no que se refere às vocações industrial e logística. E que outros tantos investimentos serão atraídos para a região, transformando-se em legado para o município.

“O projeto recebeu todo apoio da prefeitura no sentido de dar celeridade aos licenciamentos. Trabalhamos de forma correta, conferindo segurança legal para as empresas. A instalação do Mercado Livre, por exemplo, foi licenciada em menos de 90 dias. Respeitamos os empreendedores e, com isso, nossos distritos industriais estão todos cheios. Em breve lançaremos novas áreas”, revelou.

Notícia publicada no Diário do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 3 =