Centro Empresarial São Paulo

Depois de décadas, complexo se mantém como ótima opção para escritórios.

Atualmente, acompanhamos muitos projetos que visam incorporar empreendimentos comerciais que possuam infraestrutura interna, como serviços e oferta de alimentação e produtos, bem como outras comodidades ligadas ao dia a dia dos colaboradores das empresas. Essa forma de pensar os projetos já é aplicada por muitas incorporadoras e empresas de arquitetura. Mas existe um caso de um Complexo do tipo que merece atenção: o Centro Empresarial de São Paulo, o CENESP, localizado na região do Morumbi/Jardim São Luís, na capital paulista. Se hoje é comum vermos projetos assim, na década de 1970 – quando o empreendimento foi construído e entregue – era algo completamente novo. Mas o mais impressionante não é essa visão de vanguarda e, sim, o fato de que o empreendimento é atual e tem potencial para superar as necessidades de muitas empresas, até mesmo das mais exigentes. Não é a toa que nas sete torres existem ocupações de corporações como Banco do Brasil, Rhodia, MAPFRE, TIVIT, PSA Peugeot Citroën, Marsh & McLennan Companies, entre outras tantas.

Segundo uma pesquisa interna realizada neste ano, a avaliação de uma amostragem dos ocupantes fica
entre excelente e bom, em sua maioria, em todos os quesitos do estudo, que vão desde os serviços até a
manutenção e as instalações, contando com alguns aprimoramentos recentes. Um exemplo é a aprovação da nova administração, que foi avaliada por 92,3% da amostragem como sendo excelente ou boa.

O Complexo

O CENESP possui 410 mil m² de área construída, em um terreno com de pouco mais de 233 mil m². Em relação ao espaço para escritórios, o Complexo é composto por seis torres com oito andares mais a torre central, com dois andares, e tem como foco oferecer flexibilidade na montagem de layout de escritórios. As lajes possuem 93% de eficiência de ocupação, em 2.844 m², que podem, ainda, ser divididos em conjuntos. Ou seja, o empreendimento oferece espaços para grandes empresas que precisam de lajes inteiras, mas também para empresas que precisam de locações menores, até mesmo para a montagem de operações de apoio. Atualmente, são cerca de 40 empresas ocupantes. É interessante destacar que o ótimo aproveitamento do espaço também está relacionado ao piso técnico, que elimina a necessidade de instalações técnicas dentro do espaço locado.

O condicionamento de ar é central e está sempre passando por aprimoramentos, o que tem impactado
na redução dos custos com energia elétrica. Mas a redução do uso desse recurso acontece, também, devido ao uso de vidros inteligentes nas fachadas das torres, que foram reformadas. Os vidros instalados diminuem a entrada de calor, melhorando a eficiência do sistema de ar condicionado, além de permitirem a entrada de luz natural, reduzindo o uso de iluminação artificial.

Saindo das torres, chegamos ao principal diferencial do CENESP: as áreas de uso comum, contando com um shopping. Nessas áreas, o usuário encontra estações solares de trabalho, bicicletário, heliponto e amplas áreas verdes para descompressão, com bancos e toda infraestrutura necessária para uma boa qualidade de vida no trabalho.

O grande destaque é o shopping do Complexo, o Shopping Jaraguá. Trata-se de um espaço que, além de interligar todos os blocos e, portanto, pode ser acessado por todos eles, oferece tudo o que o usuário precisa, em cerca de 100 lojas, desde serviços de alimentação com preços variados até bancos, academia, farmácia, gráfica, casa lotérica, clínica médica e outras tantas opções. Junte toda essa infraestrutura com outros espaços e ações, como oficina para autos, horta orgânica, estação de compostagem de resíduos orgânicos, centro de eventos, 4.500 vagas de estacionamento, 59 elevadores, 10 escadas rolantes e tantos outros pontos e a compreensão é simples: trata-se de uma cidade estruturada para receber bem os ocupantes e os visitantes das lajes corporativas. E não é exagero dizer isso, já que a população média diária é de 15 mil pessoas.

Localização e transporte

Em menos de 800 metros, o usuário do CENESP tem acesso à estação do Metrô, CPTM (estação Santo Amaro) e terminal de ônibus João Dias. Ainda assim, o empreendimento oferece traslados para os usuários, diretamente para a estação Giovanni Gronchi do Metrô. Trata-se de outro aprimoramento feito pela nova gestão, com foco em oferecer ainda mais conforto para os usuários, que receberam muito bem a comodidade.

Além desses pontos, o empreendimento possui bicicletário e parcerias com a Yellow – para aluguel de  patinetes e bicicletas – e com o Waze Carpool – para facilitar o sistema de caronas. Dentro do empreendimento existe, também, um terminal para ônibus fretados, que recebe 50 linhas.

A região, além de ser servida por mais de 30 linhas de ônibus, proporciona acesso ao Aeroporto de Congonhas e facilita a movimentação para a região da Berrini e da Chucri Zaidan. E tudo isso sem contar, ainda, com a proximidade com a Marginal Pinheiros, o que agiliza o acesso a essa importante via da cidade.

Nova Gestão

O CENESP sempre chamou a atenção do mercado, pelo tamanho e pela qualidade. Mas para superar as expectativas dos ocupantes, era preciso fazer algumas alterações. Para isso, uma nova gestão foi formada, e não somente como algo simbólico, mas embasada por uma política de melhorias contínuas e multidisciplinares.

Entre as tantas mudanças da nova administração, uma das mais notáveis é a redução de 15% no custo do condomínio. Isso foi possível devido, claro, a uma série de medidas que passam, inclusive, pela sustentabilidade. Mas uma das grandes ações que gerou esse impacto positivo foi a retirada de espaços para serviços internos de áreas privativas e a alocação das mesmas em áreas de uso comum.
Outras medidas aplicadas pela nova administração também merecem destaque, como a eliminação da taxa de acompanhamento de serviços de manutenção no piso técnico. Antes, qualquer acesso à área precisava ser acompanhado por um profissional do Condomínio. Esse profissional muda conforme o trabalho que precisa ser feito, contudo, agora esse serviço não é mais cobrado, o que impacta na redução do custo de ocupação das empresas.

Essas são apenas algumas das tantas ações da nova administração, que contam, ainda, com a disponibilização de serviços pay per use para os usuários. Isso significa que para realizar alguma manutenção na area privativa, os ocupantes podem contar com a administração, que envia um especialista para resolver, sem a necessidade de uma empresa externa. Com isso, além de agilizar o processo, a solução é muito mais assertiva, já que os profissionais que atendem conhecem os detalhes das instalações. O pagamento pelo serviço chega ao locatário no condomínio, o que facilita a organização das contas e simplifica os pagamentos.

Sua empresa no CENESP

Durante todos os anos de existência, o CENESP se manteve atualizado e presente no mercado. Para isso, não foram poupados esforços. Uma nova postura da administração é procurar os ocupantes para entender o que pode ser melhorado e foi isso que fez com que o resultado da pesquisa interna recente tenha sido tão bom. “Essa postura passou a fazer parte do nosso dia a dia. Vamos até os ocupantes conversar com eles. As medidas que tomamos com base nessa comunicação já nos trouxeram retornos e aumentaram ainda mais a satisfação dos ocupantes”, diz Luciano Fameli , gerente geral de operações do CENESP.

Além disso, existem outras frentes de trabalho que já conseguiram melhorias notáveis, como alterações para atender à certificação de sustentabilidade LEED. “Estamos iniciando o processo de certificação do selo LEED O&M, contando com ações sustentáveis implantadas, tais como: compostagem de resíduos orgânicos, separação de resíduos rumo ao aterro zero, instalação de torre eólica, estações solares, reúso de água, melhoria e eficiência no consumo de recursos hídricos e elétricos. A previsão para obtenção do selo é no primeiro semestre de 2020”, explica José Ernesto Fogo Filho, síndico do empreendimento.

Também como parte da nova gestão, o CENESP agora faz mais parte da sociedade, bem como incentiva de forma ativa a integração dos usuários. E isso acontece de diversas formas, como com a realização de festivais de food trucks, corrida e caminhada CENESP e feira livre, entre outros eventos, que aproveitam toda a área do Complexo, que está sempre em dia com a manutenção.

Mas não para por aí. O empreendimento ainda realiza uma série de ações sociais, como doação de itens dos achados e perdidos para instituições carentes, doação de agasalhos, doação de adubo, adoção de praças públicas, estudo para sinalização do entorno, ampliação do patrulhamento policial e patrocínio de eventos e ações da prefeitura no entorno, entre outras ações. Não se trata apenas de expandir as melhorias internas para as redondezas e para a sociedade, para que o usuário tenha cada vez mais qualidade de vida, mas também de uma responsabilidade social que deveria ser preocupação comum de pessoas e empresas.

Então, que tal ter a sua empresa funcionando em um local com toda infraestrutura para a sua operação e para a boa qualidade de vida dos seus colaboradores? Para saber sobre a disponibilidade de espaços ou mais informações e detalhes, entre em contato pelo e-mail.
comunicacao@centroempresarialsp.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + 6 =