“RJ tem quase 40% dos escritórios de alto padrão vazios — não só pela pandemia”, matéria da CNN Brasil

Em matéria publicada hoje, 22, na CNN Brasil, Fernando Didziakas foi entrevistado pela jornalista Manuela Tecchio para falar sobre o cenário do mercado de escritórios em SP e RJ a partir dos dados do fechamento do 4T de 2020.

Com a maioria das empresas funcionando em sistema de trabalho remoto, ainda que parcialmente, os escritórios de grandes capitais foram se esvaziando ao longo do ano passado. No Rio de Janeiro, houve até um recorde: 24% dos escritórios estão desocupados pela primeira vez na série histórica de um levantamento da Buildings, que teve início em 2005.

Entre as salas comerciais de alto padrão na capital carioca, o número de espaços desocupados chega a representar 40% do total. Um nível saudável de espaços vagos, de acordo com Fernando Didziakas, sócio da Buildings Pesquisa Imobiliária, seria de cerca de 10%.

“Uma taxa de vacância em torno disso permite um bom equilíbrio no poder de negociação entre proprietários e inquilinos. Abaixo dos 10% veríamos os preços subirem desproporcionalmente e, da mesma forma, uma taxa muito mais alta, como a que vemos agora, deixa o inquilino com mais força na mesa.”

Em São Paulo, o nível de salas comerciais vazias saltou de 13% no primeiro trimestre de 2020, antes do início da pandemia de Covid-19, para mais de 17%. Desde o início da série, a capital paulista nunca tinha apresentado três trimestre seguidos de encolhimento na ocupação de imóveis corporativos de alto padrão.

>> Leia matéria completa na CNN Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − um =