Resumo da Semana: notícias do mercado imobiliário corporativo #004

Apresentamos abaixo as principais e mais recentes notícias do mercado imobiliário corporativo, além de artigos com temas relacionados.

Fundos devem ter taxas mais baixas e investidores menores, aponta estudo da FGV

Dia 03 de dezembro, Valor Investe

Em 5 anos a indústria brasileira de fundos deve contar com maior participação do varejo, os chamados pequenos investidores, e taxas de administração menores, diante de um quadro de taxa básica de juros baixa por um período prolongado.

As conclusões são de um estudo do Centro de Estudos em Finanças da Fundação Getulio Vargas.

Foram ouvidos 12 gestores, agosto e setembro, das principais assets do país que, juntas, respondem por 35% de todo o patrimônio líquido do setor.

67% desses profissionais acredita que as taxas de administração dos fundos de ações e multimercados devem ser reduzidas nos próximos 5 anos, seguindo o movimento dos fundos de renda fixa e DI, que cortaram suas taxas à medida que a Selic foi reduzida ao seu menor patamar histórico, de 2% ao ano atualmente.

O estudo observa que a participação de investidores do varejo nos ativos sob gestão dos fundos saiu de 30% em meados de 2010 para 11% atualmente, mas 75% dos gestores entrevistados acreditam que essa parcela deve voltar a crescer nos próximos 5 anos.

Web Summit 2020: Os escritórios não vão morrer, mas precisam mudar para continuar relevantes

Dia 02 de dezembro, Época Negócios

Na briga entre escritório e home office, não parece haver um vencedor. Os dois carregam vantagens e desafios, e o custo-benefício varia entre profissionais, áreas, empresas e até países.

Contemporary Room Workplace Office Supplies Concept

Mas uma coisa é certa: a experiência com o trabalho remoto em 2020 deixará marcas permanentes – e as empresas precisam repensar seus espaços se quiserem mantê-los relevantes.

Esse tema foi discutido em um painel doWeb Summit 2020 na última quarta-feira, 02/12.

A maioria dos executivos e empreendedores que participaram do evento, de diferentes áreas, concorda que não há um modelo ou espaço de trabalho ideal para todos.

A experiência com o home office é diferente, por exemplo, entre quem tem um cômodo para trabalhar isolado e quem divide um espaço comum com familiares.

Outros fatores importantes e variáveis são a ergonomia e o tempo de locomoção. Daí a ideia de estabelecer um modelo híbrido, aproveitando as vantagens dos dois modelos.

Nos modelos híbridos, ainda é preciso pensar em como conectar equipes que estão em lugares diferentes. Ser o único participante remoto em uma reunião virtual, por exemplo, pode ser um fator inibidor para algumas pessoas.

Tim adota home office eterno

Dia 30 de novembro, Você S/A

Com mais de 10 mil funcionários no Brasil, a operação da TIM está dividida em 22 escritórios e 157 lojas, um contingente que trabalha para atender as mais de 50 milhões de pessoas que a empresa possui em sua base de clientes de telefonia móvel. Além disso, são mais 600 mil usuários em seu serviço de internet fixa, o Tim Live.

Durante os primeiros meses da pandemia, a TIM fechou todas as lojas fixas e escritórios, e instaurou o home office integral. O que se viu foi o que tem acontecido com boa parte das empresas do Brasil e do mundo: os funcionários se adaptaram bem e a ideia agora é tornar o trabalho remoto uma realidade.

A decisão foi tomada após os resultados da pesquisa interna feita entre abril e maio deste ano. Eles indicaram que 72% dos colaboradores se sentem tão ou mais produtivos trabalhando de casa, e preferem continuar assim.

Dos que não curtem muito a ideia, a grande maioria toparia ficar de home office um ou dois dias por semana.

As lojas voltaram a operar em julho, junto com a abertura dos shoppings, mas para o call center o teletrabalho já é lei. Comercial, administrativo, TI e demais áreas da empresa passam a trabalhar no sistema híbrido.

Segundo Maria Antonietta Russo, vice-presidente de Recursos Humanos da TIM Brasil, essa decisão demonstra que o trabalho remoto é uma aposta importante para o futuro.

“Os escritórios serão locais para encontros e eventos. A pandemia instaurou uma crise no mundo, mas também trouxe a possibilidade de evolução. E é sobre esse aspecto que temos trabalhado.”

A empresa aportou no Brasil em 1998, em meio ao movimento de privatização da telefonia. Na época, eram 17 milhões de linhas fixas contra 4,6 milhões de celulares. Hoje são 225 milhões de linhas de celular – um pouco mais de uma para cada brasileiro.

BBM Logística acelera posicionamento no segmento de e-commerce com a compra da Diálogo

Dia 02 de dezembro, Uol A tarde

Um dos maiores operadores logísticos do modal rodoviário do Mercosul, e que recentemente divulgou os resultados do 3º trimestre com recordes de crescimento e margens, anunciou mais uma aquisição importante para encerrar o melhor ano de sua história.

A BBM adquiriu 100% da Diálogo Logística – empresa que atua com destaque na entrega de e-commerce com aproximadamente 30 mil pedidos por dia, cobertura de aproximadamente 1.800 cidades e forte crescimento ao longo de 2020, com +103% no faturamento bruto acumulado até outubro, em comparação ao mesmo período de 2019.

Com a aquisição, a BBM se posiciona de forma ainda mais relevante em um mercado que está em forte expansão. O número de pedidos por e-commerce no 1º semestre de 2020 foi 39% superior ao mesmo período do ano anterior, segundo o EBIT.

Na opinião de Andre Prado, CEO da BBM:

“Esta aquisição acelera nosso crescimento no segmento de e-commerce através da aquisição de uma empresa que é referência tecnológica e de processos no setor”.

O Fundador da Diálogo, Ricardo Hoerde, continuará à frente da operação para liderar o plano de expansão.

Esta é a quarta aquisição da BBM desde 2018, sendo que as últimas 3 foram concluídas nos últimos 12 meses.

Fundos imobiliários vão às compras

Dia 30 de novembro, Folha de S.Paulo

Com o home office avançando durante o distanciamento social contra a Covid-19, houve quem sentenciasse ao ostracismo os investimentos em escritórios. Não é bem isso que ocorre na prática, ao menos entre os FIIs, fundos de investimento imobiliário.

No ano passado, os negócios aceleraram, chegando a 46 aquisições no setor. Quando veio a pandemia, de fato, as compras estancaram, mas na sequência ganharam fôlego.

Os fundos já compraram 32 imóveis neste ano. Desse total, 23 foram adquiridos de março para cá, já na pandemia.

No ano passado foram 46 aquisições, e a previsão era de crescimento em 2020. Mas o resultado está longe do desastre preconizado.

Fernando Didziakas, sócio-diretor da Buildings, foi entrevistado pela Folha de S.Paulo e apontou que o crescimento é um dos efeitos da queda da taxa básica de juros, a Selic, hoje na mínima histórica de 2% ao ano.

“Os juros em queda pressionaram a busca por outras opções de investimento. Nessa procura, os fundos caíram no gosto de um público acostumado a investir em imóveis”.

Com o preço de entrada menor, os investidores foram voltando. Ao fim de outubro, os FIIs contavam com 1,1 milhão de investidores pessoa física, um crescimento de 70,5% em relação aos 645 mil de 2019.

Conteúdos Buildings

Antes de finalizar, convidamos que você também confira os últimos artigos e conteúdos publicados na Revista Buildings.

Nesta semana, trouxemos:

Conheça o mercado de escritórios de Belo Horizonte

Neste novo vídeo no canal da Buildings no Youtube, Christofer Mariano traz os números da cidade de Belo Horizonte. Esta possui um estoque de 2,7 milhões de m², distribuído em 566 edifícios de lajes corporativas e offices (todas as classes).

Conferia o vídeo abaixo:

Para se inscrever no nosso canal, clique aqui.

Entrevista com Ety Cristina Forte sobre o trabalho do Hospital Pequeno Príncipe

Hospital Pequeno Príncipe

Ety Cristina Forte Carneiro, diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe.

Instituição filantrópica com mais de 100 anos de atividades, o Hospital Pequeno Príncipe, localizado em Curitiba (PR), tem o apoio da Buildings e de outras empresas para assegurar o atendimento a crianças e adolescentes de todo o país.

Em tempos de pandemia, o apoio de toda a sociedade é fundamental para a continuidade dos trabalhos.

Para conferir a entrevista na íntegra e saber como também pode ajudar este trabalho sério e importante, clique aqui.

Live exclusiva sobre o FUNDS DATA

Durante um bate-papo entre Fernando Didziakas e Jacinto Santos, eles trouxeram todos os detalhes e funcionalidades da plataforma que vai beneficiar investidores de FIIs pessoa física. Além disso, a assinatura está em valor promocional (por poucos dias) e você ainda pode aproveitar.

Se não conseguiu acompanhar ao vivo, não tem problema. Confira abaixo na íntegra!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 14 =